terça-feira, 3 de março de 2009

Just my luck!

Aventuro-me numa saída à rua e enfrento o dia vampiresco que está de Inverno para ir fazer recadinhos. 
Comprar pão, carregar o gás, enviar mais duas candidaturas para empregos que nada tem a ver com os seis anos de faculdade+muitas directas por que passei. 
As candidaturas em si tem o que se lhes diga, páginas várias de informação pessoal, dir-se-ia que me estou a candidatar a segurança pessoal da Rainha! 
Depois, a carta de candidatura, explicar porque é que acho que me devem escolher a mim para o trabalho, isto tudo envolto se possível num discurso cheio de entusiasmo e que transpire vontade de aprender+eficácia+podem-confiar-em-mim.
É um processo chato e comprido que ainda tem de se confrontar com a fila no posto dos correios.
Finalmente, selinhos colados, tudo bem apertado na mão para nada voar com o vento, marco de correio à vista.
Sou capaz de me ter distraído um micro-segundo. Só sei que da vez seguinte que olhei estava uma das cartas a raspar na ranhura do marco, já em queda artística e livre para se juntar às suas irmãs, e o seu selo a soltar-se, ficando preso na dita ranhura. Bolas!

Será um sinal?

2 comentários:

Billy disse...

Será um sinal de que não lambeste ("humedeceste" fica mais bonito) bem o selo?

mariana.santos.ramos disse...

Bom!
Fico contente por O Pulo nos dar conta das venturas e desventuras de uma jovem arquitecta à procura de emprego em Londres!
Beijinhos da Mãe